Viagem com criança durante a pandemia: Novotel Itu

Mostrei no Instagram esse fim de semana (se você ainda não segue, vai lá @amaprematura) nossa primeira viagem para um hotel no interior de SP durante a pandemia após a reabertura com os novos protocolos de segurança.

Estamos passando por um momento muito delicado na nossa história. Tudo novo e desconhecido, natural ter medo. Por ser tudo novidade, há também os comportamentos aos quais estamos nos habituando aos poucos e que devem permanecer por um bom tempo ainda.

A vida está retomando aos poucos, e, com todo cuidado exigido, vamos voltando a fazer coisas que fazíamos antes, mas agora de outra maneira. Cada um no seu tempo. Achamos que seria um bom momento para curtir um fim de semana no interior de São Paulo e aproveitamos o aniversário do Reuber para dar uma fugidinha em forma de comemoração.

Escolhemos o fim de semana mais frio do ano (rs), mas ainda assim foi super gostoso e deu para aproveitar. Quero falar um pouco sobre como tem sido com os protocolos de higiene e segurança e também minhas impressões sobre o hotel.

O que tem de diferente
Geral

Serviços de valet suspenso

Na entrada, todos os hóspedes devem higienizar as mãos com álcool disponível no lobby

Não é permitida circulação sem máscaras dentro do hotel

O hotel está trabalhando com capacidade reduzida e apenas uma das alas de quartos está funcionando

Nos elevadores, apenas uma pessoa por vez ou pessoas da mesma família juntas

Kids club e sauna estão fechados temporariamente

Há totens de álcool em gel espalhados em diferentes pontos do hotel e próximo dos elevadores em cada andar

Check-in e Check-out

Checagem de temperatura de todos os hóspedes

Solicitam que o hóspede assine a ficha de registro e retire a chave do quarto devidamente higienizada (mas no meu caso pediram os documentos novamente, mesmo eu já tendo enviando antes por e-mail para solicitar a reserva)

Preenchimento de questionário com perguntas de saúde

No check-out apenas devolvemos as chaves e conferimos despesas extras; o pagamento já é previamente autorizado para não precisar fazer no balcão

Limpeza dos quartos

A limpeza é feita com produtos industriais indicados pela Anvisa e álcool 70%

Para limitar entrada constante de funcionários nos quartos, a limpeza agora é feita a cada três dias

Para estadias aos finais de semana, não há limpeza, no final do corredor há um ponto para descarte de lixo e toalhas; basta solicitar algo que precise e eles trazem

Os cobertores estão higienizados e lacrados

Restaurante

O buffet foi cercado com um limitador e um funcionário fica na entrada com o álcool em gel para que cada hóspede higienize as mãos

Minhas impressões

Senti falta de poder levar o Otto na piscina porque tem um parque aquático muito fofo com água quentinha. Ele viu de longe e ficou doido para entrar, mas estava bem frio, não tinha como.

Além das piscinas, tem uma sala de jogos e um parquinho ao ar livre onde ele se esbaldou de brincar. Tem um kids club, mas está fechado por conta da pandemia. Há também programação com os recreadores durante o dia todo, mas como Otto ainda não tem idade para participar da recreação, não ficamos muito ligados nisso, ele ficou brincando com a gente mesmo. Mas participou de uma brincadeira de pega-pega (mostrei nos stories, tem um destaque salvo) e assistiu ao teatro circense.

A comida achamos gostosa, mas nada espetacular. Ficamos sabendo depois que teve um “cozinhando com o chef” com harmonização de vinhos, mas perdemos L. Sábado teve feijoada com música ao vivo, super agradável. Havia um funcionário fazendo drinks de caipibreja de limão siciliano (não conhecia), uma mistura de caipirinha com cerveja. Fica gostoso e não muito doce. À noite teve comida japonesa. Domingo no almoço foi churrasco, montaram uma estrutura no terraço, próximo ao restaurante e as carnes estavam bem gostosas.

O hotel é bem novo, todo moderno, quarto bem limpo e com decoração bacana. Eu, particularmente, observo muito isso. Não gosto de hotéis muito antigos.

O que você precisa saber:

Distância de SP: pouco mais de 80km, deu 1 h10 da minha casa

O hotel é superacessível para usar carrinho de bebê. Todo plano e cheio de rampas.

Tem uma copa baby, mas acabamos nem usando porque pedíamos para lavar as mamadeiras no restaurante ou no quarto mesmo.

Quando fiz a reserva me perguntaram se eu queria berço ou cama auxiliar. Solicitei uma cama e quando chegamos lá tinha berço, mas no fim o Otto ficou bem no bercinho mesmo.

Também disponibilizaram (sem eu pedir) uma banheira, apesar de Otto não usar mais, mas achei atencioso.

O estacionamento é de uma empresa terceirizada, portanto, pago à parte. Foi 25 por dia, está com desconto, o preço normal é 35.

O ponto forte pra mim foi a distância. Não queria perder muito tempo de estrada. Achei demais também o parque aquático (apesar de não ter usado). Acho que voltaria só para o Otto poder brincar lá.

Ah, o hotel é pet friendly, mas não sei informações porque o Apollo não foi dessa vez

Serviço

Novotel Itu

Site: http://novotelitu.com.br/

Telefone: (11) 2118-1400 

O que achou do post? Deixe seu comentário!

Viagem com crianças no cenário atual

viagem crianças

Precisei sair de casa nos últimos dias e tenho notado a vida sendo retomada aos poucos. Pessoas nas ruas, comércios reabrindo, enfim.

Percebi também, através das redes sociais, que algumas famílias estão voltando a viajar. E não para a casa de praia ou de campo, mas sim para grandes hotéis no interior, próximos de São Paulo, com fácil acesso em poucas horas de carro.

Hotéis se prepararam, tomaram as devidas providências e adotando novos protocolos rigorosos de limpeza e segurança no que diz respeito ao cuidado com a Covid-19, estão reabrindo.

Utilização de máscaras, distanciamento social, adequação da forma de servir as refeições (os buffets devem ser fechados e um funcionário irá servir os hóspedes, deve haver um distanciamento mínimo de dois metros entre as mesas do restaurante), aumento na frequência da limpeza, álcool em gel disponível nos ambientes, entre outras medidas. Essa é nossa nova realidade – não apenas nos hotéis, mas em todos os outros lugares.

Pelo menos por enquanto, acredito que será um momento de readaptação, e de aprender a fazer o que já estávamos acostumados, mas de outra maneira.

Não acredito que se possa falar em pós-pandemia ainda. Mas sinto que devagar as coisas estão se encaminhando e, de um jeito ou de outro, a vida precisa continuar, a economia precisa girar, enfim. O turismo foi um setor fortemente atingido durante o período de quarentena.

O que você acha desse retorno? O lazer e o contato com a natureza são muito importantes para as crianças, especialmente depois de um longo período de isolamento em casa. Você está preparada para essa retomada? Levaria sua família para um hotel nesse momento ou acha que ainda é cedo? Me conta aqui nos comentários o que você acha!

Disney: Hollywood Studios com criança

O último parque que visitamos foi o Hollywood Studios. Super gostoso e com uma vibe muito boa para crianças! Várias atrações sem idade mínima, personagens bem acessíveis, espalhados pelo parque, sem filas quilométricas para tirar foto.

A Toy Story Land é um encanto! Super colorida, com pecinhas de brinquedo de madeira espalhadas, como se estivéssemos no filme; o Woody e a Jessie andando pelo parque, o Buzz Lightyear, com quem tiramos foto e o Otto parecia super amigo, apesar de ainda não conhecer rs. Tudo muito lindo!

A Slinky Dog Dash é a montanha-russa do Toy Story super disputada. Olhando de fora não me pareceu tão radical, mas como sou medrosa e a fila era imensa, decidi não arriscar rs. Ainda na Toy Story Land, fomos no Toy Story Mania!, um trenzinho que fica girando nos trilhos enquanto, com óculos 3D, você tenta atirar nos alvos que aparecem. Liberado para todas as idades e Otto adorou!

Outra atração que ele curtiu muito foi a Disney Junior Party Dance, um show com DJs que animam as crianças, interagem com elas enquanto entram alguns personagens. Ele dançou muito e ficou super feliz!

Reuber old school quis assistir ao show do Indiana Jones… Bocejos rs. Ele curtiu muito, achou incrível. Eu não gostei tanto e Otto se assustou em alguns momentos com os sons altos e explosões.

Agora a grande estrela do parque é a área dedicada à franquia Star Wars, que, apesar de inaugurada no fim do ano passado, ainda gera curiosidade nos visitantes. Mais recentemente, uma nova atração foi inaugurada, a Rise of the Resistance. A fila é virtual, são liberados alguns grupos por dia e é preciso chegar antes mesmo de o parque abrir para conseguir um lugar na fila. Nenhuma dessas atrações é para crianças. Reuber conseguiu ir na Millenium Falcon e gostou muito. Dica: a fila tinha previsão de espera de 2 horas, mas tinha fila de single rider; Reuber arriscou e foi super rápido. Não levou nem 30 minutos entre ele ficar na fila e visitar a atração. Vale super a pena para quem for entrar sozinho.

Ainda falando de Star Wars, tiramos foto com o Chewbacca, mas Otto não simpatizou com ele não! rs Ele curte mesmo o Mickey e a Minnie, que nesse parque estão com trajes de gala, o Mickey com a simbólica roupa de filme Fantasia, um clássico do personagem.

Para o almoço optamos por um pedaço de pizza com salada. Eu tomei um copo de cerveja. Não lembro com certeza, mas foi algo em torno de USD 10 cada pedaço.

Para finalizar o dia, assistimos ao espetáculo Fantasmic!, que traz um mix de projeções na água, atores cantando e show de fogos. Na história, Mickey comanda todo o espetáculo que mistura sentimentos como bem e o mal, misturados a pequenas esquetes dos já conhecidos clássicos Disney. Surreal de lindo!

O ginásio onde acontece o show é simplesmente IMENSO e fica lotado. Algumas pessoas marcam fast pass para conseguir melhores lugares bem na frente. Não ficamos até o final porque Otto se assustou um pouco e como já estava ficando tarde, optamos por deixar o local antes e evitar a muvuca na saída do parque, deu super certo!

Usei o Baby Care Center, que nesse parque fica escondidinho, em uma sala dentro do Guest Relations, perto da entrada do parque. Ele é mais simples do que o do Magic Kingdom (não conheci dos outros parques que visitamos), mas é uma mão na roda para troca de fraldas e uma lavadinha na mamadeira.

Caso não tenha lido os posts dos outros parques, você pode ler agora, só clicar aqui:

Magic Kingdom
Epcot
Animal Kingdom

Nossa saga pelos parques da Disney termina aqui, mas tenho muitos outros assuntos que vou abordar no blog, no Instagram e no IGTV, fiquem ligados! E se tiverem dúvidas ou sugestões de posts, deixem nos comentários!

img_9627img_9628

Disney: Animal Kingdom com criança

O Animal Kingdom nos passa a ideia de estar em uma floresta. Super arborizado e com muitas sombras, em dias de calorão é uma boa opção para visitar.

A grande estrela aqui é a área de Pandora, dedicada ao filme Avatar. O chão que brilha no escuro, as espécies diferentes de flores e árvores, como aparece no filme, os sons, a Árvore da Vida, enorme e linda! Impossível não se encantar.

O Flight of Passenger, uma das principais atrações do parque e a mais concorrida, é um simulador que te leva a sobrevoar Pandora. A altura mínima é 1,12 m e as crianças não podem nem ficar na fila com os pais. É preciso pegar o rider swap, que permite que os pais se revezem para ficar do lado de fora com a criança enquanto o outro entra na atração.

Ainda em Pandora tem o Na’vi River Journey, um passeio de barco pela história do Avatar. Esse é liberado para as crianças, mas não conhecemos porque a fila estava gigante.

Outra atração com bastante procura, também liberada para as crianças, é o Kilimanjaro Safári. Você entra em um caminhão e sai pela floresta para ver animais como girafas, elefantes, hipopótamos, hienas, zebras e outros. Programão para os pequenos, Otto ficou encantado.

Neste parque o casal anfitrião da Disney está com roupa de safári, achei fofo demais! Otto, que a essa altura já era amigo de todos os personagens, adorou! Rs

Almoçamos no restaurante Satu’li Canteen, na área do Avatar. Entre todos os parques, esse é o que tem a melhor comida (na minha opinião, entre os outros que conhecemos). Você escolhe entre opções de carne, frango, peixe, e acompanhamentos como salada, feijão preto e outros. A água é free.

Gostamos bastante do Animal Kingdom, que diferente do que muitos pensam, não é um zoológico. Passamos um dia agradável e proveitoso. Mas, na minha opinião, não é um parque com a mesma magia do Magic Kingdom, Epcot e Hollywood Studios. Ainda assim, um lugar lindo e incrível de conhecer!

O que achou do post? Deixe seu comentário!

Como tirar o passaporte do bebê

IMG_2620
Chegou a hora tão esperada de viajar com seu bebê e precisa tirar o passaporte, mas não sabe por onde começar a burocracia? Fiz aqui o passo a passo para te ajudar e deixar o caminho mais fácil.

Recentemente, tirei um novo passaporte para o Otto. Sim, já tiramos outro, pois o primeiro venceu em um ano. Importante lembrar: nesses primeiros anos, a validade do documento é bem curta, já que a criança muda muito em pouco tempo.

Foi bem simples e rápido. Primeiro, é preciso fazer a solicitação no site da Polícia Federal:
Depois de preencher a solicitação, será gerada uma guia de recolhimento no valor de R$ 257,25. Faça o pagamento, guarde o comprovante e aguarde o sistema liberar o agendamento (deve ocorrer em até dois dias).
Acesse o site para fazer o agendamento:
Basta inserir número do CPF, número do protocolo e data de nascimento. Escolha a unidade da Polícia Federal mais próxima e selecione data e horário desejados.
Caso você perca a data agendada, será possível remarcar até duas vezes dentro de 30 dias, após esse período, a solicitação será cancelada.
Importante ressaltar que é necessário a presença do pai e da mãe do bebê no dia agendado.
Você deve levar:
  • 1 foto 5×7 de fundo branco
  • Certidão de nascimento da criança ou documento de identificação
  • Comprovante de pagamento da GRU
  • Documento de identificação dos pais
  • Passaporte anterior (caso tenha)
  • Autorização para emissão de passaporte
Existem três autorizações disponíveis:
Para a criança viajar com ambos os pais
Para a criança viajar apenas com um dos pais
Para a criança viajar com qualquer pessoa, desacompanhada dos pais
Essa autorização vai emitida no passaporte, com o mesmo prazo de validade, não sendo necessário solicitar ao juizado uma nova autorização a cada viagem.
Como citei acima, a validade para passaporte de crianças é mais curta. Considerando que alguns países exigem o documento com, no mínimo, seis meses de validade, é importante ficar atenta.
Validade de acordo com a idade
De 0 a 11 meses = 1 ano de validade
De 1 ano a 1 ano e 11 meses = 2 anos de validade
De 2 anos a 3 anos e 11 meses = 3 anos de validade
De 3 anos a 4 anos e 11 meses = 4 anos de validade
De 4 anos a 18 anos e 11 meses = 5 anos de validade

A partir de 18 anos completos = 10 anos de validade

Gostou do post? Conta aqui nos comentários e se tiver alguma dúvida, deixe nos comentários!