Indicações de livros sobre maternidade

Fiz aqui um compilado dos livros que li ano passado e incluí alguns títulos sobre gravidez e outros assuntos relacionados à maternidade que já havia lido há tempos e podem ser interessantes também. Já fiz post sobre alguns deles separadamente aqui no blog, agora estão todos reunidos para consultar mais facilmente.

origens mágicas vidas encantadas

Origens Mágicas, vidas encantadas – Deepak Chopra

O famoso médico indiano fala nesse livro sobre gravidez e nascimento principalmente do ponto de vista espiritual. Segundo ele, vivências de acalento ainda no útero podem nutrir uma pessoa até a morte.

Ele fala sobre as mudanças no corpo durante a gravidez e ensina posturas de ioga para o relaxamento da mulher nesse momento em que há dor e cansaço. Defende ainda exercícios para facilitar o parto normal e também dá dicas de mantras e estimula a meditação.

Ele explica que o bebê, ainda na barriga, tem conexão direta com os pensamentos e emoções da mãe. E que é essencial a mãe se manter em equilíbrio para o bem-estar de ambos.

Foi um dos primeiros livros que li quando descobri que estava grávida e foi de grande valia em diversos aspectos. Ele traz paz, nos faz mergulhar dentro de nós mesmas.

Uma curiosidade: um dos primeiros conselhos do livro é que a gestante crie um diário para registrar a gravidez, escrevendo como se sente. Acho que não só gestantes deviam ter esse hábito.

“Ao ouvir seu diálogo interior, você vai entrar em contato com seu bebê e com lugares mais profundos do seu íntimo. Escrever um diário pode ajuda-la a se tornar mais presente na vida.”

Encontre o livro aqui: https://amzn.to/2Vpt9IS

o que esperar

O que Esperar Quando Você Está esperando – Heidi Murkoff, Arlene Eisenberg e Sandee Hathaway

É um verdadeiro guia para as grávidas. Explica absolutamente TUDO desde antes da gravidez, quando o casal ainda está planejando um filho, até o pós-parto e puerpério.

Eu consultei muito durante a gravidez e era incrível como explicava exatamente cada sintoma em determinada fase em que eu estava. Mas aconselho a usar realmente como um guia. Uma leitura contínua pode ser bem cansativa.

Encontre o livro aqui: https://amzn.to/3boXb5f

a encantadora de bebês

A Encantadora de Bebês – Tracy Hogg e Melinda Blau

Também pode ser considerado um guia. Lembro que cheguei nele nos primeiros dias com o Otto em casa. Estava desesperada com ele acordando a cada três horas e eu feito um zumbi o dia todo! Rsrs

Encontrei respostas para muitas dúvidas e descobri que sem querer eu fazia coisas consideradas “certas” na visão das autoras, como manter uma rotina bem estabelecida.

Mas ela tem opiniões que podem ser controversas e contrárias a de outros autores, como por exemplo, acostumar o bebê a dormir sozinho no berço. É uma leitura válida como um guia, conforme falei antes. Pegue o que for bom para você, o que não for, desconsidere.

Encontre o livro aqui: https://amzn.to/3eA3chf

besame_mucho_como_criar_seus_filhos_com_amor_dr_carlos_gonzalez

Bésame Mucho – Como criar seus filhos com amor – Carlos Gonzalez

Pai e pediatra, o autor fala sobre diversos assuntos do universo da parentalidade como sono, amamentação, choro, ciúme e tantos outros, explicando suas teorias e falando sobre as quais é contra.

Ele defende, por exemplo, que os filhos devem dormir na cama dos pais. Também controverso. O livro é bem embasado e tem muitas pitadas de bom humor, mas achei um tanto chatinho em alguns momentos, quando ele explica diversos estudos com famílias por todo o mundo.

Encontre o livro aqui: https://amzn.to/3bu4hW0

meu jeito de ser mãe

Meu Jeito de Ser Mãe – Fernanda Rodrigues

A atriz Fernanda Rodrigues, autora do blog Cheguei ao Mundo, descreve como é a experiência de ser mãe da Luísa e do Bento. Ela também compartilha dicas, conta histórias engraçadas e perrengues que passou com os dois.

Mais do que isso, tenta mostrar como é possível equilibrar todos os papéis que desempenhamos além de ser mãe: o de esposa, filha, profissional, enfim.

Leitura rápida e simples. Mas quem procura uma leitura mais profunda e romantizada da maternidade, não vai encontrar nesse livro.

Encontre o livro aqui: https://amzn.to/3avtle8

eu mãe e pai

Eu, Mãe e Pai – Mariana Kupfer

A apresentadora do programa Amar Maternidade conta sua trajetória para se tornar mãe-solo. Aos 34 anos, ela sentiu o desejo da maternidade falar mais alto e, sem ter um parceiro para dividir esse sonho, decidiu fazê-lo sozinha. Através de uma inseminação artificial utilizando um banco de sêmen americano, ela engravidou e deu à luz Victoria, hoje com 10 anos.

Ela também mostra o caminho das pedras para quem pretende encarar tratamentos de fertilidade e reprodução assistida. E fala sobre as diferentes configurações familiares, tão comuns hoje em dia.

Encontre o livro aqui: https://amzn.to/3cDFT4x

Livro: Eu, Mãe e Pai

eu, mãe e pai_mariana kupfer

 

De tempos em tempos pretendo dividir aqui algumas dicas de leitura que sejam relacionadas à maternidade, educação infantil e assuntos que sejam interessantes compartilhar. Para esse primeiro post, escrevi sobre o livro “Eu, Mãe e Pai – A Maternidade independente como escolha”, da Mariana Kupfer.

Mariana Kupfer, apresentadora do programa Amar Maternidade, conta nesse livro sua trajetória para se tornar mãe-solo. Aos 34 anos, ela sentiu o desejo da maternidade falar mais alto e, sem ter um parceiro para dividir esse sonho, decidiu fazê-lo sozinha. Através de uma inseminação artificial utilizando um banco de sêmen americano, ela engravidou e deu à luz Victoria, hoje com 9 anos.

Ela foi corajosa por ter feito a escolha de passar por uma gravidez sozinha, mas teve também que encarar uma carga emocional forte: teve hiperêmese gravídica (uma complicação que causa náuseas e vômitos demasiados que chegam a provocar desidratação): chegou a vomitar 40 vezes em um dia e tinha enxaqueca de nível sobrenatural (palavras dela), além de fortes dores nas costas, causadas pela hérnia de disco. Seu médico atribuiu ao lado psicológico um papel importante nesse quadro.

Mariana mostra o caminho das pedras para quem pretende encarar tratamentos de fertilidade e reprodução assistida. Conta em detalhes como funcionam, estimativas de preço, exames necessários, fala um pouco sobre os bancos de sêmen aqui e no exterior e ainda cita o congelamento de óvulos, para mulheres que planejam engravidar mais tardiamente.

Outra parte bacana e bem interessante do livro são os depoimentos que ela colheu de pessoas que têm diferentes configurações de família, tanto aquelas que fizeram tratamentos de fertilidade para engravidar, quanto casos de barriga de aluguel e pais e mães adotivos, dois pais, duas mães, enfim, cada vez mais comuns em nossa sociedade hoje.

É um livro sobre amor, e a maior lição que ela ensina aqui é a coragem de não se importar com a opinião alheia, “de se livrar do medo, dos julgamentos e dos preconceitos em prol de um sonho genuíno e legítimo”. Vale para todos nós, se você tem um sonho, siga forte até ele, não importa o que os outros pensem ou digam. Ela diz que se tivesse se importado com o que os outros dizem, não teria se tornado mãe. Teria deixado de realizar um sonho e viver esse grande amor por sua filha. Cabe uma boa reflexão.