Restaurantes em Gramado e Canela

A cidade foi uma feliz surpresa pra mim no quesito gastronômico. Já tinha garimpado algumas indicações na internet e fizemos algumas descobertas também. Vou dividir aqui as dicas.

Festival de cultura e gastronomia de Gramado

Estava acontecendo no período em que estivemos na cidade. Foram reunidos 12 restaurantes e cada um deles oferecia um prato de comida, sanduíche ou sobremesa. O preço fixo era de R$ 30.

Escolhi um risoto de costela com crispy de couve do restaurante Belle Vitrine. Estava muito gostoso.

Para beber, escolhi um vinho tinto (R$ 25) e por mais R$ 10 comprei uma taça da Strauss bem lindinha.

Neni

Jantamos nesse restaurante que possui um menu bem variado de massas, pizzas e lanches. Todos do nosso grupo ficaram impressionados e muito satisfeitos com a qualidade e apresentação da comida.

Eu pedi um risoto de alho poró que estava de comer rezando. Reuber pediu massa com parmigiana e dividiu com nosso amigo. Minha amiga pediu lasanha. Todos amaram.

Férreo Restaurante


Esse fica em Canela, cidade vizinha de Gramado. É um lugar que tem vários restaurantes juntos e imita uma estação de trem. O próprio Férreo tem uma área com mesas dentro de um vagão onde é possível comer também.

Pedi um macarrão carbonara com medalhão de filé mignon diferente de todos que já provei. Estava DI – VI – NO!

Tomei uma tacinha de rosê para acompanhar.

O atendimento lá foi excepcional. Nos stories do Instagram contei tudo e expliquei em detalhes. Tem um destaque salvo como Gramado.

Churrascaria Baggio


Também em Canela, é uma churrascaria típica gaúcha, no estilo rodízio. Os garçons estão vestidos com bombachas e são bem simpáticos. Eu não sou muito fã de carne, comi um pouco. Destaque para a linguiça recheada (não me lembro o nome).

Cacique Restô Bar


Ambiente bonito e super agradável, com mesinhas na rua, na região central de Gramado, próximo à Rua Coberta. Paramos em princípio apenas para tomar alguma coisa, mas acabamos com fome e pedimos uma tábua de pães e frios e um prato de picanha com arroz, feijão e legumes (conseguimos dividir em três pessoas de tão bem servido). Esse não foi tão uau, mas estava gostoso.

Eles têm uma carta de vinhos bem ampla e escolhemos um Malbec, que segundo o garçom, foi uma ótima pedida. Ando me arriscando nas escolhas e tenho gostado!

Aquecee


É um restaurante de pratos rápidos no estilo executivos. Possui carne, peixe, frango, massas. Pedi um peixe que estava meia boca, Reuber foi de macarrão que disse que não estava muito bom. Mas nossos amigos pediram outros pratos e gostaram. É uma boa opção pelo custo-benefício.

Chateau de la Fondue


Para nosso último jantar na cidade escolhemos um fondue. Eu tinha duas boas indicações, mas uma delas custava um rim e a outra, um pouco mais barata, não abria às segundas (nossa última noite). Então fiz uma busca rápida e encontrei esse.

Começou a perder a graça com a fila na porta. Chegamos antes das 20h e ficamos mais de uma hora esperando mesa. Estava frio, tínhamos fome, Otto com sono, aquela coisa.

O restaurante é apertado, as mesas menores ficam no andar de baixo e as mesas grandes, no andar de cima. Com o restaurante cheio, os garçons não estavam conseguindo dar atenção direito. Pedíamos as coisas e demorava para chegar.

A comida é gostosa. É uma sequência de fondue de carne, legumes e frutas com chocolate. Você pode pedir reposição se quiser.

Preços: R$ 96 (pagamento com cartão de crédito) ou R$ 65 (pagamento em dinheiro). Também tem promoções comprando antecipado pela internet.

Apesar da comida boa, desencantou um pouco pelo atendimento a desejar e o tempo todo de espera.

Dica extra – Restaurante Komka (Porto Alegre)

Para quem vai emendar Porto Alegre no roteiro, esse restaurante é boa pedida. Cardápio variado com porções bem servidas que podem ser divididas. Gostoso para o bom e velho arroz com feijão, sabe? Destaque para a polenta frita recheada com queijo. Delícia!