Não sofra, cocrie

Uma das práticas mais comuns entre os seres humanos é sofrer por antecedência, viver projetado no futuro, imaginando o pior resultado para os seus anseios.

Conhecido também como ansiedade, o hábito de imaginar negativamente e alimentar sentimentos como medo ou tristeza em relação àquilo que desejamos assola mais da metade da população.

A Neurociência traz inúmeros estudos sobre o assunto e o que eu gosto de destacar é o “goze” por antecipação. O nosso cérebro não distingue o real do imaginário e atua sempre em momento presente, ou seja, se você imaginar o que você deseja que aconteça em determinada situação agora, despertará sentimentos positivos imediatamente.

Além disso, as teorias da física quântica e lei da atração ensinam seus adeptos a cocriarem suas realidades desejadas através da sensação de gratidão por aquilo que ainda não aconteceu. Como assim? Nós utilizamos a vantagem de poder sentir no agora aquilo que imaginamos como se já estivesse acontecendo e enviamos a mensagem limpa ao Universo daquilo que desejamos conquistar.

O cérebro por sua vez, que além desses segredos que revelei acima, também atua de forma inconsciente para fazer valer aquilo que visualizamos, busca formas e caminhos para a realização.

Depois dessas informações eu duvido que você continue gastando energia imaginando o pior das hipóteses acontecendo e sofrendo por antecedência. Concentre-se em imaginar o melhor se concretizando, sinta as emoções positivas e de quebra ainda cocrie a realidade desejada!

É com você!

Luz e Sucesso,

Flávia Gimenes


Esse texto foi escrito por Flávia Gimenes, empreendedora, terapeuta, leader coach e advogada fundadora da Líder de Si Desenvolvimento e Evolução. Sigam no Instagram @lidersesi.de para acompanhar conteúdos enriquecedores sobre autoconhecimento, desenvolvimento pessoal e liderança humanizada.