Minha escolha do carrinho de bebê

Esse era um dos itens que mais me preocupava na hora de fazer o enxoval. São muitos modelos e cada um tem uma proposta, para pais com diferentes necessidades e estilos de vida. Fiquei bem confusa com tantas opções.

Minha ideia inicial era um carrinho daqueles de três rodas grandes, bem moderninho, apenas pensando no design, não na funcionalidade.

Quando fui escolher, na Macrobaby, a vendedora explicou que esses modelos são mais usados pelas mães que gostam de correr, e que talvez na prática não funcionasse tão bem pra mim, seria apenas bonito.

Minha preocupação era que fosse fácil de abrir e fechar sem ajuda e que deslisasse fácil, principalmente se fosse usando uma mão só.

Dentre as opções, filtrando minhas necessidades e preços, chegamos em dois modelos. Um da Nuna e outro de uma marca que não me lembro. Eles eram bem parecidos, mas a vendedora disse que o Nuna era melhor. Além disso, ele tinha também o bebê conforto que fazia conjunto, já encaixava direto no carrinho (melhor coisa da vida) e dá pra abrir e fechar com uma mão só. Então essa foi minha escolha.

Hoje, um ano depois, posso dizer que foi uma escolha muito acertada. Ele acomoda bem o Otto desde pequeno, tanto direto no carrinho, como quando usava com o bebê conforto. Mesmo agora que ele já está grandinho, consegue tirar boas sonecas nele porque tem bastante espaço e dá para ficar bem confortável. Além de tudo isso, ele é ótimo para andar na rua. As rodas grandes dão bastante estabilidade e dá pra passar em terrenos sinuosos e com buracos (cenário mais que comum em SP). Eu brinco que ele faz off road. Adoro, porque ando bastante e não passo aperto.

Mas tudo tem o seu lado negativo. Com todas essas vantagens, ele tem algo que pode ser visto como defeito: é um trambolho, mesmo fechado. Pra mim não é um problema. Mas pensando nisso, optamos por ter também uma opção de carrinho guarda-chuva, para passeios rápidos e viagens. Esse nem escolhi muito, peguei um bem compacto e baratinho. Só comecei a usar recentemente porque o bebê precisa ser maiorzinho pra ficar bem acomodado nele.

Gostei também. Ele é bem compacto e é super válido pra viagens, quando não tem muito espaço no carro. Fácil de abrir e fechar. Não é super confortável como o outro, mas cumpre bem seu papel.

Essa é a minha experiência com carrinho. Para mamães que optam por um maior, recomendo ter também a segunda opção mais compacta. Contem aqui nos comentários sobre suas escolhas!